AS DROGAS MATAM

O TABACO PODE MATAR

Você pode escolher: A VIDA É SUA!


Domingo, 10.07.11

Se você anda tão triste
Chorando que nem criança
A torturante lembrança
De um mal acontecimento
Saiba que a solução
Não é chorar com razão
é trocar de pensamento.

Não são os fatos que fazem
A vida de uma pessoa
A vida é má ou boa
Conforme o seu pensamento
Há no seu interior
Uma força superior
Que desfaz o sofrimento.

Os fatos não vão na frente
Da vida e dos seus efeitos
Os fatos é que são feitos
Do seu próprio pensamento
Mudando sua cabeça
Nova vida já começa
Neste preciso momento.
            
É melhor você saber
Que, na vida, sobe ou desce
Passa fome ou enriquece
Vence, perde, fica ao vento
Sofre, se alegra, tem paz
Vai em frente ou volta atrás
Conforme seu pensamento

Pois agora, se você
Sofre grave depressão
Sem nenhuma reversão
Apesar de tratamento
A cura se estabelece
Como milagre da prece
Ao trocar de pensamento.

Não é pensando tristeza
Que a sua vida se arruma
A ROSA SEMPRE PERFUMA
O ESPINHO É SEMPRE ESPINHENTO
TRISTEZA GERA TRISTEZA
Não se muda a natureza
Se troca de pensamento!

Pois então, diga e repita
Sem parar um só instante:
- Eu sou alegre e radiante,
Cheio de contentamento.
Sou feliz, muito feliz!
Querem saber o que eu fiz?
EU TROQUEI DE PENSAMENTO
-----------------   
Lauro Trevisan


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:32 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Sábado, 10.07.10

Depois que fui baptizada com este nome que uso
já fui tão apelidada por tanto néscio obtuso
que mais pareço charada dum almanaque confuso

De tudo já me acusaram sempre que me alcunharam
tais linguarudos artistas... De pródiga, os avarentos
de avara, os interesseiros de lamecha, os ciumentos
de racista, os intriguistas e pseudo justiceiros

De "princesa" e preferida os tolos e complexados
d'orgulhosa e desprendida os por mim repudiados
e até de "bruxa" assumida os asnos pouco letrados

Doutras culpas fui arguida: De não ser carne nem peixe
política indefinida de pôr os nervos num feixe
p'los que me queriam impor à força a sua medida
pintar-me da sua cor Vejam agora a piada
e a incongruência do exposto: Há quem me ache humorada
bem demais para o seu gosto só por não verem estampada
a dor constante em meu rosto E o seguinte conceito
jogado a mim com sadismo vos fará cair de quatro:

Se me rio é por cinismo a farsa em acto perfeito
se choro faço teatro imito o drama a preceito
Padrinhos meus! - Gente louca eu vos ofereço um aviso:
 - Que não vos morda o sorriso com que pinto a minha boca...
Que ele é fúria com que piso a infâmia que me toca!
------------------------

Carmo Vasconcelos
Lisboa/Portugal/1997
http://carmovasconcelos.spaces.live.com


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:22 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Sexta-feira, 10.07.09

Mãe, se eu morrer de um repentino mal,
vende meus bens a bem dos meus credores:
a fantasia de festivas cores
que usei no derradeiro Carnaval.

Vende esse rádio que ganhei de prémio
por um concurso num jornal do povo,
e aquele terno novo, ou quase novo,
com poucas manchas de café boémio.

Vende também meus óculos antigos
que me davam uns ares inocentes.
Já não precisarei de duas lentes
para enxergar os corações amigos.

Vende , além das gravatas, do chapéu,
meus sapatos rangentes. Sem ruído
é mais provável que eu alcance o Céu
e logre penetrar despercebido.

Vende meu dente de ouro. O Paraíso
requer apenas a expressão do olhar.
Já não precisarei do meu sorriso
para um outro sorriso me enganar.

Vende meus olhos a um brechó qualquer
que os guarde numa loja poeirenta,
reluzindo na sombra pardacenta,
reflectindo um semblante de mulher.

Vende tudo, ao findar a minha sorte,
libertando minha alma pensativa
para ninguém chorar a minha morte
sem realmente desejar que eu viva.

 

Pode vender meu próprio leito e roupa
para pagar àqueles a quem devo.
Sim, vende tudo, minha mãe, mas poupa
esta caduca máquina em que escrevo.

 

Mas poupa a minha amiga de horas mortas,
de teclas bambas, tique-taque incerto.
De ano em ano, manda-a ao conserto
e unta de azeite as suas peças tortas.

Vende todas as grandes pequenezas
que eram meu humílimo tesouro,
mas não! ainda que ofereçam ouro,
não venda o meu filtro de tristezas!

Quanta vez esta máquina afugenta
meus fantasmas da dúvida e do mal,
ela que é minha rude ferramenta,
o meu doce instrumento musical.

 

Bate rangendo, numa espécie de asma,
mas cada vez que bate é um grão de trigo.
Quando eu morrer, quem a levar consigo
há de levar consigo o meu fantasma.

Pois será para ela uma tortura
sentir nas bambas teclas solitárias
um bando de dez unhas usurárias
a dactilografar uma factura.

Deixa-a morrer também quando eu morrer;
deixa-a calar numa quietude extrema,
à espera do meu último poema
que as palavras não dão para fazer.

Conserva-a, minha mãe, no velho lar,
conservando os meus íntimos instantes,
e, nas noites de lua, não te espantes
quando as teclas baterem devagar.

----------------------

22- 02 - 1919

Giuseppe Ghiaroni


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:39 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Terça-feira, 10.07.07

bandeira_nuvens.jpgSe há tanta paz no azul que o céu abriga,
E há tanto azul que tanto bem nos faz,
Se há tanto azul e há tanto céu, me diga
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz no verde-mar da onda
Que faz-se verde e em branco se desfaz,
Se há tanta onda pelo mar, responda:
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz no odor das multicores
Flores: orquídeas, rosas, manacás...
Se há tanta paz em flor e há tantas flores,
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz nos cânticos suaves
Que entoam na alvorada os sabiás,
Se há paz num canto de ave e há tantas aves,
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz na brisa que desliza
Sobre as folhagens, tímida e fugaz;
Se há tanta paz na brisa e há tanta brisa,
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz nas expressões tão mansas
Que ao vir ao mundo uma criança traz,
E cada dia existem mais crianças,
Por que é que o homem não encontra paz?

Se há tanta paz nos corações com fé
Que atrai o bem e afasta as coisas más,
Então oremos juntos e de pé,
Para que o homem um dia encontre a paz!
------------------------
11/09/2001
João Augusto Luna Fernandes


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:17 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Domingo, 06.08.06

sogra2.gifÔ meu amigo preciso desabafar
Meu casamento tá querendo desabar
Com minha esposa, eu até que vivo bem
Meu problema é a sogra que mora lá também.

Eu vou prò banho, ela reclama da energia.
Depois da janta, me manda lavar vasilha.
Me dá vontade de pular na sua goela
Só não mando ela embora, por causa da filha dela.

E onde a gente vai... A velha vai atrás
Vive só dando palpite em tudo que a gente faz.

E onde a gente vai... A velha tá ali
Tô até desconfiado que ela tá gamada em mim.

Quando eu levanto, a velha já tá de pé.
Cheia de pose me manda fazer café.
Se eu vou pró clube ela bota um maiô...
E ainda vem dizendo, pra passar bronzeador.

Se eu vou prò quarto e começo a namorar...
Do outro lado ela começa a roncar...
A minha sogra tanto faz e tanto inventa...
Que é por causa dessa velha que a família não aumenta.
--------------------------
Teodoro e Sampaio
(letra de música brasileira)


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 01:05 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Sexta-feira, 05.08.05

bebe_rabinho.gifNinguém no mundo é feito só de coragem
conta vantagem, mas esconde seu segredo
tenho certeza, eu garanto e faço fé
aposto com quem quiser
quem tem....tem medo.

O homem rico tem medo de ficar pobre
O pobre luta com medo de passar fome
Eu já saí com uma mulher bonita
e quase morro de medo
a safada era homem.

O jogador tem medo de errar o gol
E o cantor medo de errar a canção
E quando a gente tem na
vida um grande amor
Morre de medo de ficar na solidão.

Ninguém no mundo é feito só de coragem
conta vantagem mas esconde seus segredos
Tenho certeza, eu garanto e faço fé
aposto com quem quiser...
quem tem....tem medo.

A bailarina tem medo de errar o passo
O laçador tem medo de ir a lona
Conquistador medo de não dar no coro
se acaso vai pra cama com uma gostosona.

Mergulhador tem medo de tubarão
O pescador tem medo de jacaré
Se tem mulher que treme de medo de homem
Tem homem frouxo que tem medo de mulher.

Ninguém no mundo é feito só de coragem
conta vantagem mas esconde seu segredo
Tenho certeza, eu garanto e faço fé
aposto com quiser...
Quem tem....Tem medo.
----------------------

Teodoro e Sampaio
(letra de música brasileira)


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 16:57 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Domingo, 01.08.04

livro_passarfolhasescritas.gif
É verdade matemática Que ninguém podi negá
Que essa história de gramática Só serve pra atrapaiá
Inda vem língua estrangera Ajudá a compricá
Meió nóis cabá cum isso Pra todos podê falá

Na Ingraterra ouví dizê Que um pé de sapato é xu
Desde logo já se vê Dois pé de sapato é xuxu
Xuxu pra nois é legume É verdade e não boato
O ingrês que lá se arrume Mas nóis num come sapato

Ná Itália ouví dizê Eu não sei porque razão
Que manteiga lá é burro Lá se passa burro no pão
Desse jeito pra mim chega Sarve o povo do sertão
Onde manteiga é manteiga Nóis num come burro não

Na Argentina aprendi Que lá saco é paletó
Lá se o gringo toma chuva Tem que pô o saco no só
E se acaso o dito encóie E a muié diz o pió :
Teu saco é muito pequeno Vê se arranja um saco maió
(Olha o bodypump ai gente...rs)

Na América corpo é bódi Veja que bódi vai dá
Conhecí uma americana Doida pro bódi entregá
Fiquei meio atrapaiado E disse pra me escapá
Oia moça eu não sou cabra Chega seu bódi pra lá

No Chile cueca é dança Pra se dançá e bailá
Lá se dança e baila cueca Até a noite acabá
Mas se um dia um chileno Vié pro Basil dançá
Tente mostrá a cueca Pra vê onde vai pará

Uma gravata esquisita Um certo francês me deu
Perguntei onde se bota Acho que num entendeu
Me danei com a resposta Isso é coisa eu que não faço
Seu francês mal educado Mete a gravata no seu.
------------------------------------------------------------
artigo recebido por repasse, via Internet (s/autoria)


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 17:58 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito


R O D A P É

E se o Windows o atrapalhar...

...

PENSAMENTOS

Ninguém é tão feio como na identidade,

tão bonito como no Orkut,

tão feliz como no Facebook,

tão simpático como no Twitter,

tão ausente como no Skype,
tão ocupado como no MSN

nem tão bom como no Curriculum Vitae!!!

(from 'Yang N Cris')

Aquele que ao longo do dia

é activo como uma abelha,

forte como um touro,

trabalha que nem um cavalo

e ao fim da tarde se sente cansado que nem um cão,

deveria consultar um veterinário
porque é bem possível que seja burro.

(anónimo)

TAGS - temas do blog
(clique em cima)

01-frases-diversas

02-piadas-bd

02-piadas-prosa

03-testes e diversos

04-histórias-casos

05-tabaco-drogas

06-cultura-datas

06-cultura-geral

06-você-sabia-que

07-poemas-crónicas-laura

07-poemas-crónicas-outros

08-futebol

08-piadas-prosa-bd-futebol

09-artigos-divertidos

10-informática

11-internetices

12-atenção-avisos

12-saudosos

todas as tags

Algo sobre mim
subscrever feeds
Links especiais dos Blogs da minha autoria
Novidades no blog

PENSAR É CRER

O aviso - Poema

Poema - A máquina de escr...

Se Há Tanta Paz...

A sogra

Quem tem.... Tem medo.

POLIGLOTA!

Antiguidades óptimas
Então? À espera de quê?

Quentes e boas
Muito legal adorei o post eu am o michael !
Ainda bem que não fui atingido por essa doença que...
É mesmo daqueles dia que nada me diz, prefiro foto...
Oi, XARÁ! Adorei seu Blog!Eu estava procurando ch...
O texto sobre o verão é da Rosana Hermann - blog ...
Banners-2

Morre, vírus maldito!!!!!

Fujam, que o anti-vírus pifou!!!

A atrevidinha da claque!!!!!

Como são feitos os smiles: