AS DROGAS MATAM

O TABACO PODE MATAR

Você pode escolher: A VIDA É SUA!


Terça-feira, 20.12.11

Michael Jackson. Caixão de bronze, banhado a ouro.
17.500 pessoas sorteadas entram para a cerimônia de despedida, umas 500 ou 700 mil ficam ao derredor. Noventa milhões de dólares só para pagar horas extras ao pessoal do policiamento. Já prestei minha homenagem ao artista, quando ainda estava vivo - das mensagens que recebi, nunca repassei uma que debochasse dele.
Acho tudo muito bonito, pois se trata de um marco no mundo artístico, mas fico putíssima quando percorro a internet e muito mal descubro quem
contribuiu para a cura de doenças como a poliomielite, a tuberculose, a hanseníase. As pessoas que louvam o passado certamente nunca visitaram um leprosário, um sanatório ou viram alguém aleijado pela paralisia infantil.
Tivemos muitas homenagens a fazer, e não as fizemos. Ainda bem que no Brasil temos centenas de escolas, hospitais, clínicas e instituições
brasileiras que levam o nome de Albert Sabin. O cientista recebeu do governo brasileiro, em 1967, a Grã-Cruz do Mérito Nacional. Sabin esteve várias vezes no Brasil, acompanhando pessoalmente o combate à poliomielite, tendo se casado em 1972 com a brasileira Heloísa Sabin.
Mas eu me lembro de que nunca houve aglomeração em torno dele, quando descia do avião, ao passo que uma multidão se juntava no aeroporto para aguardar a chegada de jogadores de futebol. Pena que eu não consiga entender a diferença entre uma bola que rola e uma gotinha que salva. Talvez eu sofra de uma tremenda miopia, não dos zóio, mas da mente.
Michael, se houver mesmo uma reencarnação, espero que na sua próxima você volte lourinho de olhos azuis, tenha uma pai não sádico nem zombeteiro, saiba como gastar seu dinheiro  e...  que traga de volta o seu talento, com as inovações que o tempo vai requerer.
----------------
5/07/2009
Ana Suzuki
Trem das Onze
http://ranchodosamigos.zip.net


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:51 | link do post | E custa, comentar neste blog? | ver fofocas (2) | favorito

Quinta-feira, 16.12.10

Discurso de José Saramago (ao receber o Prêmio Nobel de Literatura)

"O homem mais sábio que conheci em toda a minha vida não sabia ler nem escrever.
As quatro da madrugada, quando a promessa de um novo dia ainda vinha em terras de França, levantava-se da enxerga e saía para o campo, levando ao pasto a meia dúzia de porcas de cuja fertilidade se alimentavam ele e a mulher.

Viviam desta escassez os meus avós maternos, da pequena criação de porcos que, depois dodesmame, eram vendidos aos vizinhos da aldeia Azinhaga de seu nome, na província do Ribatejo.Chamavam-se Jerónimo Melrinho e Josefa Caixinha esses avós, e eram analfabetos um e outro.
No Inverno, quando o frio da noite apertava ao disse pena de morrer, como se a vida de pesado e contínuo trabalho que tinha sido a sua estivesse, naquele momento quase final, a receber a graça de uma suprema e derradeira despedida, a consolação da beleza revelada. ponto de a água dos cântaros gelar dentro da casa, iam buscar às pocilgas os bácoros mais débeis e levavam-nos para a sua cama. Debaixodas mantas grosseiras, o calor dos humanos livrava os animaizinhos doenregelamento e salvava-os de uma morte certa.
Ainda que fossem gente de bom caráter, não era por primores de alma compassiva que os dois velhos assim procediam: o que os preocupava, sem sentimentalismos nem retóricas, era proteger o seu ganha-pão, com a naturalidade de quem, para manter a vida, não aprendeu a pensar mais do que o indispensável.

Ajudei muitas vezes este meu avô Jerónimo nas suas andanças de pastor, cavei muitas vezes a terra do quintal anexo à casa e cortei lenha para o lume, muitas vezes, dando voltas e voltas à grande roda deferro que acionava a bomba, fiz subir a água do poço comunitário e a < span>transportei ao ombro, muitas vezes, às escondidas dos guardas das searas, fui com a minha avó, também pela madrugada, munidos de ancinho,panal e corda, a recolher nos restolhos a palha solta que depois haveria de servir para a cama do gado. E algumas vezes, em noites quentes de Verão, depois da ceia, meu avô me disse:

"José, hoje vamos dormir os dois debaixo da figueira". Havia outras duas figueiras, mas aquela,certamente por ser a maior, por ser a mais antiga, por ser a de sempre, era, para toda as pessoas da casa, a figueira.

Mais ou menos por antonomásia, palavra erudita que só muitos anos depois viria a conhecer e a saber o que significava... No meio da paz noturna, entre os ramos altos da árvore, uma estrela aparecia-me, e depois, lentamente, escondia-se por trás de uma folha, e, olhando eu noutra direção, tal como um rio correndo em silêncio pelo céu concavo, sur gia a claridade opalescente da Via Láctea, o Caminho de Santiago, como ainda lhe chamávamos na aldeia.

Enquanto o sono não chegava, a noite povoava-se com as histórias e os casos que o meu avô ia contando: lendas, aparições, assombros, episódios singulares, mortes antigas, zaragatas de pau e pedra, palavras de antepassados, um incansável rumor de memórias que me mantinha desperto, ao mesmo tempo que suavemente me acalentava.

Nunca pude saber se ele se calava quando se apercebia de que eu tinha adormecido, ou se continuava a falar para não deixar em meio a resposta à pergunta que invariavelmente lhe fazia nas pausas mais demoradas que ele calculadamente metia no relato:

"E depois?"
Talvez repetisse as histórias para si próprio, quer fosse para não as esquecer, quer fosse para as enriquecer com peripécias novas.

Naquela idade minha e naquele tempo de nós todos, nem será preciso dizer que eu imaginava que o meu avô Jerónimo era senhor de toda a ciência do mundo.
Quando, à primeira luz da manhã, o canto dos pássaros me despertava, ele já não estava ali, tinha saído para o campo com os seus animais, deixando-me a dormir.
Então levantava-me, dobrava a manta e, descalço (na aldeia andei sempre descalço até aos 14 anos), ainda com palhas agarradas ao cabelo, passava da parte cultivada do quintal para a outra onde se encontravam as pocilgas, ao lado da casa.

Minha avó, já a pé antes do meu avô, punha-me na frente uma grande tigela de café com pedaços de pão e perguntava-me se tinha dormido bem. Se eu lhe contava algum mau sonho nascido das histórias do avô, ela sempre me tranquilizava: "Não faças caso, em sonhos não há firmeza".

Pensava então que a minha avó, embora fosse também uma mulher muito sábia, não alcançava as alturas do meu avô, esse que, deitado debaixo da figueira, tendo ao lado o neto José, era capaz de pensar o universo em movimento apenas com duas palavras.
Foi só muitos anos depois, quando o meu avô já se tinha ido deste mundo e eu era um homem feito, que vim a compreender que a avó, afinal, também acreditava em sonhos. Outra coisa não poderia significar que, estando ela sentada, uma noite, à porta da sua pobre casa, onde então vivia sozinha, a olhar as estrelas maiores e menores por cima da sua cabeça, tivesse dito estas palavras:

"O mundo é tão bonito, e eu tenho tanta pena de morrer". Não disse medo de morrer,

Estava sentada à porta de uma casa como não creio que tenha havido alguma outra no mundo porque nela viveu gente capaz de dormir com porcos como se fossem os seus próprios filhos, gente que tinha pena de ir-se da vida só porque o mundo era bonito, gente, e este foi o meu avô Jerónimo, pastor e contador de histórias, que, ao pressentir que a morte o vinha buscar, foi despedir-se das árvores do seu quintal, uma por uma, abraçando-se a elas e chorando porque sabia que não as tornaria a ver."


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:23 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Terça-feira, 15.12.09

Michael Jackson. Caixão de bronze, banhado a ouro.

17.500 pessoas sorteadas entram para a cerimônia de despedida, umas 500 ou 700 mil ficam ao derredor. Noventa milhões de dólares só para pagar horas extras ao pessoal do policiamento. Já prestei minha homenagem ao artista, quando ainda estava vivo - das mensagens que recebi, nunca repassei uma que debochasse dele.
Acho tudo muito bonito, pois se trata de um marco no mundo artístico, mas fico putíssima quando percorro a internet e muito mal descubro quem contribuiu para a cura de doenças como a poliomielite, a tuberculose, a hanseníase. As pessoas que louvam o passado certamente nunca visitaram um leprosário, um sanatório ou viram alguém aleijado pela paralisia infantil.
Tivemos muitas homenagens a fazer, e não as fizemos. Ainda bem que no Brasil temos centenas de escolas, hospitais, clínicas e instituições brasileiras que levam o nome de Albert Sabin. O cientista recebeu do governo brasileiro, em 1967, a Grã-Cruz do Mérito Nacional. Sabin esteve várias vezes no Brasil, acompanhando pessoalmente o combate à poliomielite, tendo se casado em 1972
com a brasileira Heloísa Sabin.
Mas eu me lembro de que nunca houve aglomeração em torno dele, quando descia do avião, ao passo que uma multidão se juntava no aeroporto para
aguardar a chegada de jogadores de futebol. Pena que eu não consiga entender a diferença entre uma bola que rola e uma gotinha que salva. Talvez eu sofra de uma tremenda miopia, não dos zóio, mas da mente.
Michael, se houver mesmo uma reencarnação, espero que na sua próxima você volte lourinho de olhos azuis, tenha um pai não sádico nem zombeteiro, saiba como gastar seu dinheiro e... que traga de volta o seu talento, com as inovações que o tempo vai requerer.
----------------
5/07/2009
Ana Suzuki
Trem das Onze
http://ranchodosamigos.zip.net

TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:37 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Segunda-feira, 15.12.08

«Silêncio que se vai cantar o fado»

É a música que vem de dentro da alma portuguesa.
Produto de um sentimento próprio, de uma alma que não se explica mas que se sente,  o fado é ainda hoje o produto mais nobre e genuíno da cultura popular portuguesa.

Independentemente da sua origem, uma coisa é consensual: a primeira grande figura do fado foi  Maria Severa, ainda na primeira metade do século XIX. Severa era natural da Mouraria, um dos mais típicos bairros de Lisboa e deu à sua canção um timbre de sofrimento: a canção da viela, dos desgostos de amor, da saudade e da alma lusitana.

Diz-se que esta é a canção portuguesa, porque o modo de a cantar espelha, de certo modo, a  crença no destino como algo que nos subjuga e ao qual não podemos escapar: o domínio da alma,  o primado do coração sobre a razão, que levam ao desespero.

Amália Rodrigues, Lucília do Carmo, Maria da Fé, Fernando Farinha, Cidália Moreira, Lenita Gentil, Maria Teresa de Noronha, Carlos do Carmo, Ada de Castro, Dulce Ponte, Nuno da Câmara Pereira, Camané, Mísia, Paula Ribas, Maria Ana Bobone, Cristina Branco, Alfredo Marceneiro, são, entre várias e diferentes gerações, alguns dos muitos intérpretes da canção portuguesa, que souberam, ao longo de décadas e também agora, arrebatar corações.
 
O Fado é, com efeito, o traço mais peculiar de Portugal, e ainda hoje é admirado por cidadãos de todo o mundo, que o descobrem e o sentem, surpreendendo-se com a magia dos acordes e a subtileza da sua mensagem.

Podem-se ouvir fados as 24 horas nestas rádios:
- FADO DE PORTUGAL
http://www.live365.com/stations/caboverde
- ESTRELAS DE PORTUGAL
http://www.live365.com/stations/renatojr
Visite-as!

Com meu sincero amor para Portugal, seu povo, seus artistas, sua música e sua cultura.

----------------------------------------
Alberto Peyrano
Buenos Aires, Argentina, julho 2006


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:14 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Quinta-feira, 20.12.07

Pavarotti_varios.jpg
1935/2007

Penso que uma vida pela música é uma vida bem vivida e foi a isto que me dediquei.
Pavarotti


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:19 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Domingo, 10.12.06

RaulCortez2.jpgSem dúvida um grande homem e um tremendo actor!
Descansa em Paz, amigo, que em tantas horas de telenovelas me encantaste.
As minhas condolências aos meus amigos brasileiros.
----------------------
Laura B. Martins

RAUL: SAUDADES! Que VC esteja com DEUS!
Mais uma das minhas lindas ausências... Partir é deixar rastros...
Fique em PAZ!
--------
Coruja

O Brasil perde um grande actor que deixará saudades em todos nós.
Raul Cortez (São Paulo, 28 de agosto de 1932 - São Paulo, 18 de Julho de 2006) foi um actor brasileiro.
Seu nome completo de baptismo era Raul Christiano Machado Pinheiro de Amorim Cortez.
Seu primeiro filme foi em 1957, "O pão que o diabo amassou". É considerado como sendo um dos maiores actores brasileiros.
Raul morreu em decorrência do agravamento de um câncer no pâncreas, contra o qual lutava há cerca de 4 anos.
Descansa em Paz!


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 17:45 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Sábado, 10.12.05

MLK_micros.jpg15/01/1929

O que me preocupa não é o grito dos violentos. É o silêncio dos bons."
Martin Luther King


Parte de um discurso que ficou conhecido como "Eu tenho um sonho"...
"Eu tenho um sonho que minhas quatro pequenas crianças vão um dia viver em uma nação onde elas não serão julgadas pela cor da pele, mas pelo conteúdo de seu carácter. E quando isto acontecer, quando nós permitimos o sino da liberdade soar, quando nós deixarmos ele soar em toda moradia e todo vilarejo, em todo estado e em toda cidade, nós poderemos acelerar aquele dia quando todas as crianças de Deus, homens pretos e homens brancos, judeus e gentios, protestantes e católicos, poderão unir mãos e cantar..."Livre afinal, livre afinal"".
Rev. Martin Luther King. Jr., 1963

Temos de enfrentar dificuldades, mas isso não me importa, pois eu estive no alto da montanha. Eu gostaria de viver bastante, como todo o mundo, mas não estou preocupado com isso agora. Só quero cumprir a vontade de Deus, e ele me deixou subir a montanha. Eu olhei de cima e vi a terra prometida. Talvez eu não chegue lá, mas quero que saibam hoje que nós, como povo, teremos uma terra prometida. Por isso estou feliz esta noite. Nada me preocupa, não temo ninguém. Vi com meus olhos a glória da chegada do Senhor".
Martin Luther King

"Todos os homens são iguais"
Martin Luther King

Martin Luther King_Funeral 1968

"Ele lutou com todas as forças para salvar a sociedade de si mesma".
D. Coretta, esposa de Martin Luther King jr.


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 17:23 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Domingo, 05.12.04

RayCharles.jpgMorre aos 73 anos o cantor Ray Charles
O músico Ray Charles morreu hoje aos 73 anos em razão de uma doença no fígado, segundo informações de seu assessor de imprensa.

Charles morreu hoje às 11h35 locais (15h35 em Brasília) em sua casa de Beverly Hills, onde estava com seus familiares.

Uma das últimas aparições públicas do músico foi em 30 de Abril. Na ocasião, em que estava ao lado do actor e director Clint Eastwood, a cidade de Los Angeles designou o estúdio do cantor, construído no centro da cidade há 40 anos, um local histórico.

Ray Charles influenciou toda uma geração de músicos desde que despontou na cena americana nos anos 50. Entre suas gravações mais conhecidas estão "Hit the Road Jack", "Georgia on My Mind", "What'd I Say" e "I Got A Woman".

Carregando em sua bagagem musical elementos do gospel, blues, soul e jazz, Charles conquistou o reconhecimento de público e crítica. Dos 12 prémios Grammy que ganhou em sua vida, nove foram entre 1960 e 1966, incluindo o de melhor gravação de R&B por três anos consecutivos, com "Hit the Road Jack", "I Can't Stop Loving You" e "Busted".
==================


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 16:40 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

Quarta-feira, 01.12.04

Carlos_ Paredes.jpg Morre, aos 79 anos, de idade, o Guitarrista Português, Carlos Paredes, depois de doença prolongada.
Fica o seu Génio, o Homem Simples e Humilde, o Revolucionário... e o Muito Obrigado, de todos nós, Portugueses!
-----------------
23/07/2004
Jorge Humberto

=================================

"Quando eu morrer, morre a guitarra também".
Morreu Carlos Paredes... o que dizer?
Ouço seus "Verdes Anos" enquanto escrevo com o coração apertado e uma tristeza a tomar volume.
A guitarra parece arranhar minha alma e uma maldita lágrima fica a bailar dentro do olho, sem querer cair...
----------------------------
23/07/2004
Eliane, triste... muito triste.

================================

Depois destas palavras, o que posso eu dizer mais?
Morreu o génio português da guitarra portuguesa! Muitas vezes o vi e ouvi.
Descansa em PAZ!
Obrigado pelos sons que sempre soubeste retirar da guitarra. Nas tuas mãos ela falava... gemia.. vivia! Dificilmente alguém irá dedilhá-la como tu.
Descansa em PAZ!
------------------
23/07/2004
Laura B. Martins


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:14 | link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito


R O D A P É

E se o Windows o atrapalhar...

...

PENSAMENTOS

Ninguém é tão feio como na identidade,

tão bonito como no Orkut,

tão feliz como no Facebook,

tão simpático como no Twitter,

tão ausente como no Skype,
tão ocupado como no MSN

nem tão bom como no Curriculum Vitae!!!

(from 'Yang N Cris')

Aquele que ao longo do dia

é activo como uma abelha,

forte como um touro,

trabalha que nem um cavalo

e ao fim da tarde se sente cansado que nem um cão,

deveria consultar um veterinário
porque é bem possível que seja burro.

(anónimo)

TAGS - temas do blog
(clique em cima)

01-frases-diversas

02-piadas-bd

02-piadas-prosa

03-testes e diversos

04-histórias-casos

05-tabaco-drogas

06-cultura-datas

06-cultura-geral

06-você-sabia-que

07-poemas-crónicas-laura

07-poemas-crónicas-outros

08-futebol

08-piadas-prosa-bd-futebol

09-artigos-divertidos

10-informática

11-internetices

12-atenção-avisos

12-saudosos

todas as tags

Algo sobre mim
subscrever feeds
Links especiais dos Blogs da minha autoria
Novidades no blog

Croniqueta - Michael Jack...

Saramago - homenagem

Croniqueta - Michael Jack...

FADO - CANÇÃO DE LISBOA

Homenagem a Pavarotti

Raul Cortez - 1932-2006

Martin Luther King - 1968

Ray Charles, morre

Carlos Paredes, morre

Antiguidades óptimas
Então? À espera de quê?

Quentes e boas
Muito legal adorei o post eu am o michael !
Ainda bem que não fui atingido por essa doença que...
É mesmo daqueles dia que nada me diz, prefiro foto...
Oi, XARÁ! Adorei seu Blog!Eu estava procurando ch...
O texto sobre o verão é da Rosana Hermann - blog ...
Banners-2

Morre, vírus maldito!!!!!

Fujam, que o anti-vírus pifou!!!

A atrevidinha da claque!!!!!

Como são feitos os smiles: